PM monta operação especial para Enem 2021

A Polícia Militar da Bahia preparou um planejamento operacional envolvendo mais de três mil policiais militares para oferecer mais segurança aos mais de 300 mil estudantes inscritos na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, que acontece neste domingo (21) em 162 municípios baianos.

O policiamento será realizado a pé e motorizado no entorno dos 1.106 locais de aplicação de prova com o emprego de equipes das tropas convencionais e das unidades especializadas.

Ainda entre as ações, a PM inicia nesta sexta-feira (19) a escolta da rota dos centros de distribuição dos Correios até os locais de realização de provas, bem como a logística inversa. A operação especial só termina na próxima terça-feira (23) com a escolta reversa das provas preenchidas até os aeroportos.

Em encontro com Rui, bispos manifestam preocupação com réveillon e carnaval

Bispos integrantes da Regional Nordeste 3, que é composta por líderes católicos da Bahia e de Sergipe, e faz parte da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), se reuniram nesta quinta-feira (18) com o governador Rui Costa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). No encontro, eles entregaram uma carta na qual reforçam a preocupação quanto à possível realização de grandes festas de final de ano e do Carnaval 2022.

De acordo com o documento, a preocupação se dá, principalmente, pela “forma como essas festas acontecem, através de aglomerações massivas que podem causar um possível retorno de casos de Covid-19 e consequentes óbitos”. Ainda segundo a carta, “o sofrimento de nosso povo tem sido muito grande pelo elevado número de pessoas que foram contaminadas e, principalmente, de óbitos entre jovens, adultos e idosos”.

Rui comentou sobre o encontro em suas redes sociais, agradeceu o apoio dos representantes da comunidade católica baiana e afirmou que “nenhum de nós quer voltar a enfrentar momentos tão tristes e dolorosos como os que vivemos nas fases mais agudas da pandemia. Salvar vidas continuará sendo nossa prioridade”.

O senador baiano Jaques Wagner também participou do encontro, no qual, além do governador, estavam Dom Josafá Menezes da Silva, arcebispo de Vitória da Conquista; Dom João Cardoso dos Santos, bispo de Bom Jesus da Lapa e presidente CNBB (Regional Bahia e Sergipe); e Dom Zanoni Demettino Castro, arcebispo de Feira de Santana.

CPI quer ajuda do governo para destravar indenizações do acidente da Chapecoense

Depois de ter as atividades paralisadas por conta da pandemia, a CPI sobre a situação de familiares e vítimas do acidente da Chapecoense voltou a se reunir nesta quinta-feira (18), no Senado, quando aprovou seis requerimentos de convocações. Entre os convocados, estão o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, e representantes de companhias seguradoras.

Todos os pedidos partiram do relator, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF). Com outros integrantes da comissão de inquérito, o senador defendeu a participação ativa do governo brasileiro em favor dos parentes das vítimas, que até hoje não receberam suas indenizações, cinco anos após o acidente. 

A oitiva do presidente da Caixa, por exemplo, foi pedida porque a estatal firmou contrato com a Tokio Marine Seguradora, empresa que, segundo os senadores, insiste em não cumprir suas obrigações contratuais.

Para o senador Esperidião Amin (PP-SC), o fato de a tripulação da aeronave já ter recebido indenização demonstra o tratamento diferenciado que tem sido dado às vítimas brasileiras, o que reforça a necessidade de atuação do Ministério das Relações Exteriores (MRE) no caso, com empenho pessoal do ministro Carlos França, que já atuou na Bolívia. 

A CPI da Chapecoense foi instalada em dezembro de 2019. O prazo para a conclusão dos trabalhos termina em abril de 2022.

O acidente completa cinco anos em 29 de novembro, quando o avião da empresa boliviana LaMia, levando a delegação da Chapecoense, jornalistas e convidados caiu na Colômbia. O resultado da tragédia foram 71 mortos. Seis pessoas sobreviveram.

Fabíola Mansur pede implantação de SAC em Nazaré

A deputada Fabíola Mansur (PSB) recomendou ao governador Rui Costa, por intermédio da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), a implantação de um Posto SAC no município de Nazaré.

Segundo a parlamentar, hoje, para a obtenção de documentos básicos, tem sido necessário que a população local se desloque para os postos de outras cidades, a exemplo de Valença e Santo Antônio de Jesus.

“Com a implantação do Ponto SAC os moradores de Nazaré, Aratuípe, Jaguaripe, e Muniz Ferreira, entre outros, terão acesso mais fácil e eficaz para obtenção de documentos como Carteira de Identidade, CPF, Antecedentes Criminais bem como atendimento do SineBahia, Ceprev, Planserv e do Detran”, afirmou.

Deputada quer batizar ponte Salvador-Itaparica com nome de heroína

A deputada Olívia Santana (PC do B) quer batizar a ponte Salvador-Itaparica como Ponte Maria Felipa, em homenagem à heroína negra de Itaparica na Guerra da Independência da Bahia.

Em indicação enviada ao governador Rui Costa, Olívia argumentou que Maria Felipa é um símbolo da luta de resistência negra contra o racismo e todas as formas de opressão. “Uma mulher que lutou pela liberdade e independência da Bahia”, acrescentou ela.

No documento apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), a parlamentar pontuou também que a ponte Salvador-Itaparica é um avanço necessário para a economia e para o povo. “Nessa linha, é fundamental destacar o papel de gente do povo que lutou no passado para a Bahia e o Brasil se livrassem do jugo perverso colonial” reforçou ela.

A deputada lembrou ainda que Maria Felipa é uma filha do município de Itaparica, município histórico do nosso estado e que deve ser prestigiada pelo papel estratégico para derrota dos colonizadores.

“Oportuna porque é imperioso valorizar a trajetória de luta das mulheres negras com o fito de desconstruir estereótipos, eliminar preconceitos e dizer não à violência contra pessoas que mais sofrem com a pobreza, machismo e intolerâncias correlatas”, concluiu. 

Exportações da Bahia crescem 29,6% e atingem 8,24 bilhões de dólares

De janeiro a outubro deste ano, as exportações baianas cresceram 30% em relação ao mesmo período de 2020. Comparada ao Nordeste, a Bahia segue líder e representa 47,2% das exportações de toda a região. Os dados são do Informe Executivo de Comércio Exterior de outubro, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Ainda de acordo com o Informe, o resultado das exportações foi impulsionado pela retomada da atividade econômica no mundo, com o avanço da vacinação contra o coronavírus e o arrefecimento da pandemia.

Por setor de atividade, a indústria de transformação contribuiu com 62%, a agropecuária com 30,6% e a indústria extrativa com 6,6%. Considerando o mesmo período de comparação, vale destacar o segmento químico e petroquímico, que teve incremento de 63,4%, chegando a um total de 1,6 bilhão de dólares em vendas, em 2021, seguido pelo setor mineral com alta de 157,3,% nas suas vendas, totalizando 545 milhões de dólares.

“Estamos em constante retomada do crescimento da nossa economia. O setor mineral e petroquímico continua crescendo, assim como outros setores, por exemplo, a exportação de carne, que teve uma alta de 109,5% na exportação. Saltamos de 17 milhões de dólares comercializados em 2020, para 34 milhões em exportações de carnes em 2021”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Nelson Leal.

De acordo com Nelson Leal, um item na pauta de importações também merece destaque, o de Painéis Solares, que registrou um crescimento de 1.074,8% em valor importado, saindo 16,7 milhões de dólares em 2020 para 196,7 milhões em 2021. “Esse número nos mostra o quanto o setor de energias renováveis está em expansão na Bahia e a tendência é de franco crescimento nos próximos anos”, comemorou Leal.

Não vacinados são maioria entre os internados por covid-19 no Rio

Dados da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro indicam que a maioria das internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em que a causa é a covid-19 são de pessoas não vacinadas ou com esquema vacinal incompleto. Os mais acometidos são os adultos com 49 anos de idade ou menos.

Segundo a pasta, os dados reforçam ainda mais a importância de se completar o ciclo vacinal, além da dose de reforço. “Esses dados comprovam que quem recebe todos os imunizantes está mais protegido em relação aos não vacinados. O avanço na vacinação fez com que as internações hospitalares caíssem, levando a nossa taxa de ocupação para patamares bem baixos. A ocupação nas enfermarias está em 16,5%, e UTI, em 28,4%”, disse, em nota, o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe.

Ainda de acordo com o levantamento, na faixa etária de 49 anos de idade ou menos, 42,59% não foram vacinados; 39, 57% de forma parcial e 9,82% completaram o ciclo. Para quem tem idade entre 50 a 64 anos, 23,7% não se imunizaram; 27,81% receberam uma dose e 19, 01%, as duas. Já o grupo de idosos que mais recebeu a dose de reforço foi de 80 anos a 84 anos de idade, com uma cobertura de 95,1%, vindo depois do grupo de 70 anos a 74 anos de idade, com 55,4% de imunização contra a covid-19.

O secretário estadual de Saúde ressaltou ainda a importância de a população receber a dose de reforço, disponível nos postos de saúde, e continuar mantendo as medidas de prevenção.

“Até o momento, apenas 10,6% dos idosos com idade entre 60 e 64 anos receberam as doses de reforço no estado, conforme registros do Programa Nacional de Imunizações (PNI), e 31,9%, entre 65 e 69 anos. Coberturas que precisam aumentar para garantir imunidade completa. A pandemia ainda não acabou, por isso, é importante também que a população continue mantendo as medidas de prevenção”, advertiu Chieppe.

Eclipse parcial da Lua poderá ser observado aqui no Brasil

Um eclipse parcial da Lua poderá ser observado na madrugada desta sexta-feira (19). É também chamado de eclipse de microlua, quando o satélite está no ponto mais afastado da órbita ao redor da Terra.   

“Isso acontece porque o caminho que a Lua percorre no entorno da Terra é uma elipse, ou seja, uma circunferência levemente achatada. Como ela está mais longe da Terra que a Lua cheia média, acaba ficando aparentemente menor, cerca de 7%’’, explica o professor do Instituto Federal de Santa Catarina Marcelo Schappo. 

Mesmo sendo microlua, o eclipse poderá ser observado totalmente na América do Norte e em alguns países da América do Sul. Aqui no Brasil, apenas o início do fenômeno poderá ser observado, previsto para às 4h20, no horário de Brasília. O ápice deve ocorrer por volta das 6h, horário de Brasília. 

As cidades do centro-norte do país terão melhores condições de visibilidade, entre elas as capitais Manaus, Rio Branco, Porto Velho, Boa Vista e Cuiabá. Isso porque nesses locais a Lua se põe após o ápice do eclipse, explica Schappo. 

Os moradores de Macapá, Belém e Campo Grande também poderão acompanhar parte do fenômeno. Já quem mora nas cidades da faixa litorânea do país, dificilmente observará o obscurecimento lunar. 

Marcelo Schappo destaca ainda que próximo do momento do ápice, a Lua poderá ser vista em tom levemente avermelhado ou alaranjado. Segundo o doutor em Física, isso ocorre “porque a luz do Sol interage com a atmosfera terrestre e é desviada para dentro da sombra do nosso planeta, atingindo a Lua. Porém, no processo de interação com a atmosfera, as colorações avermelhadas da luz do Sol passam com maior intensidade.’’

Embora os eclipses lunares – alinhamento do Sol, Terra e Lua –  sejam considerados raros, nesse caso a sombra da Terra encobrirá cerca de 97% da Lua, por isso é considerada parcial e é um pouco mais frequente do que quando há a cobertura total do satélite. 

Após o evento lunar desta sexta-feira (19), o próximo eclipse com boa visibilidade aqui no Brasil será uma total em maio de 2022. 

Neste ano, ainda há previsão de chuva de meteoros Geminídeas, em dezembro. O ápice da visualização dos meteoros no céu noturno será na madrugada do dia 14 de dezembro.

Testagem nas escolas tem 98% das amostras negativas para Covid-19

O balanço parcial do projeto Partiu! #Testagem nas Escolas, iniciado há um mês pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), aponta que 98,4% das amostras analisadas foram não detectáveis para Covid-19.

Do total de 16.391 já com resultado, 16.135 foram negativas para Covid-19, 203 detectáveis e 53 inconclusivas. Outras 1049 amostras estão em análise. Dos 386 municípios que aderiram ao projeto, 134 realizaram coletas em suas escolas públicas e encaminharam ao Laboratório Central do Estado (Lacen/BA).

O projeto foi instituído com o objetivo de identificar, monitorar e isolar casos da Covid-19 na comunidade escolar. A iniciativa é uma parceria da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) com os municípios. A testagem está sendo realizada em funcionários e estudantes com idade superior a 13 anos da rede pública municipal e estadual, desde que estejam assintomáticos e participando das atividades presenciais.

Vereador é baleado e morto ao chegar em casa

O vereador de Itapevi, Denis Lucas (Republicanos), morreu ontem (17) após ser baleado na Avenida Brasil, no centro da cidade que faz parte da região metropolitana de São Paulo. Ele tinha 47 anos.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o crime ocorreu por volta das 23h, após ele estacionar o carro na garagem. Testemunhas informaram que o viram estacionando e em seguida escutaram tiros e o encontraram caído.

“Guardas municipais foram acionados para atenderem a ocorrência e, no endereço indicado, encontraram a vítima sem sinais vitais. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito”, informou a SSP-SP por meio de nota.

De acordo com a secretaria, um celular, peças de roupa, uma bíblia e uma garrafa de plástico foram apreendidos para perícia. O caso foi registrado como homicídio.

scroll to top