A bordo de um caiaque, geógrafo faz travessia de 4 horas no Rio Jiquiriçá

Foto: Divulgação

O geógrafo João Raphael Ribeiro Rocha realizou, sozinho, a bordo de um caiaque, a descida de Mutuípe até o município de Laje, na correnteza do Rio Jiquiriçá. A aventura ocorreu no domingo (25).

O mutuipense iniciou o trajeto na localidade conhecida como “Pela Porco”, no perímetro urbano de Mutuípe, por volta de 8h, e chegou na orla da cidade de Laje às 12h. João foi a primeira pessoa a navegar por esse trecho em um caiaque.

O geógrafo falou que já havia planejado a descida há algum tempo, porém algumas condições eram necessárias para acontecer, como a cheia recente do rio, ter equipamentos adequados e preparo físico para cumprir todo o trajeto.

“Vivenciar o percurso do Rio Jiquiriça me revelou sua grandeza e força. Passei por alguns trechos de corredeiras e também de tranquilidade em seus meandros. Não posso deixar de destacar também a tristeza de ver a degradação e a falta de mata ciliar no trecho. No mais, foi uma experiência única”, disse João.

Com informações do Tribuna do Recôncavo

Homem morre e mulher fica ferida em acidente no Vale do Jiquiriçá

Na madrugada desta quinta-feira (15), um homem morreu e uma mulher ficou ferida após um acidente de trânsito na BR-420, entre os municípios de Jiquiriçá e Mutuípe.

De acordo com informações do Forte na Notícia, o condutor de uma caminhonete teria perdido o controle da direção e acabou colidindo na ponte da Barra do Jaguaritu.

Por conta do forte impacto, o condutor João Silva Assis, de 53 anos, ficou preso às ferragens e acabou morrendo no local. Já sua esposa, Francinilda Oliveira Assis, foi socorrida por uma equipe do SAMU e encaminhada para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus (HRSAJ), mas seu estado de saúde não foi revelado.

O corpo da vítima fatal foi retirado do veículo pelo Corpo de Bombeiros Militar e foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e registrou a ocorrência.

Viatura capota durante perseguição em Mutuípe

Foto: Reprodução / Mídia Bahia

Uma viatura da Polícia Militar (PM) capotou, na manhã deste domingo (7), na Praça Otávio Mangabeira, em Mutuípe, no Vale do Jiquiriçá, durante perseguição a um motociclista. Dois policiais estavam no veículo e não sofreram ferimentos.

De acordo com a PM, o militares foram atrás do condutor da moto após ele realizar manobras perigosas em ruas da cidade. Durante a perseguição, a viatura teria tocado na moto e perdido o controle. O veículo militar ainda bateu em uma carreta após capotar.

O ocupante da moto tentou fugir, ao entrar em um carro, mas foi alcançado e preso. Segundo a PM, ele estava com sinais de embriaguez. O homem e a motocicleta foram levados para a delegacia de Mutuípe.

Foto: Reprodução / Mídia Bahia

Vale do Jiquiriçá, Recôncavo e Piemonte do Paraguaçu entram em aviso meteorológico de perigo; pode ocorrer chuva de granizo

Foto: Divulgação / Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou nesta terça-feira (19) um aviso meteorológico de perigo que inclui o Vale do Jiquiriçá, Recôncavo e Piemonte do Paraguaçu, além de outras regiões da Bahia.

Segundo o Inmet, pode ocorrer chuva entre 30 e 60 milímetros, por hora, ou 50 e 100 milímetros, por dia. A previsão também é de ventos intensos, entre 60 e 100 quilômetros por hora. Em alguns municípios pode ocorrer chuva de granizo.

Ainda de acordo com o Inmet, a circulação atmosférica em vários níveis, combinada com a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) e um Sistema Frontal (SF) no Oceano Atlântico, no sul da Bahia, vai favorecer a formação de áreas de instabilidade e a ocorrência de chuva intensa.

A chuva deve atingir o sul da Bahia e depois avançar para o interior do Nordeste, afetando quase toda a região, com volume mais intenso na madrugada. Vale destacar que o período mais chuvoso pode se prolongar até sexta (22).

Moradores do Vale do Jiquiriçá relatam clarão no céu e Associação diz que meteoro foi a causa; assista

Foto: Reprodução / Redes sociais

Moradores de municípios do Vale do Jiquiriçá, a exemplo de Mutuípe, relataram terem visto um forte clarão no céu, por volta das 21h30 de domingo (17).

A luminosidade intensa foi causada pela queda de um meteoro, de aproximadamente 1,5 metro de diâmetro, na região da Chapada Diamantina. A informação foi divulgada pela Associação Paraibana de Astronomia. Câmeras de segurança de algumas casas do município de Seabra registraram o momento.

Segundo o presidente da Associação Paraibana de Astronomia, o bólido não tem ligação com a chuva Geminídas, uma das poucas chuvas intensas que são favoráveis de se observar no hemisfério sul.

Os estudos apontaram que o meteoro foi gerado pela passagem de uma rocha espacial que atingiu a Terra em alta velocidade. Quanto maior a rocha, mais luminoso é o meteoro que ela gera.

‘A gente não vai baixar a guarda’, disse Jerônimo durante entrega de unidade conjugada de segurança em Mutuípe 

Fotos: Feijão Almeida/GOVBA

Mutuípe foi mais um dos municípios baianos a ganhar uma unidade conjugada de segurança, com Delegacia Territorial da Polícia Civil e Pelotão da Polícia Militar. O Governo do Estado inaugurou, nesta sexta-feira (17), o espaço, contemplado nos últimos investimentos anunciados para a segurança pública da Bahia. Foram R$ 4,6 milhões voltados à construção de instalações para as corporações, que incluem salas de reunião, de atendimento ao público, de monitoramento por vídeo, vestiários, cartório, carceragem e alojamento.  

Cerca de 20 mil baianos vão usufruir das estruturas. A entrega faz parte do Programa de Modernização das Estruturas de Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) e se soma a outras 43 obras inauguradas desde o início de 2023, segundo informa o titular da pasta Marcelo Werner.  

“É a maior reestruturação da rede física da história da segurança pública. Já são 45 unidades entregues somente em 2023, num projeto que vai atender mais de 600 unidades, entre novas e reformadas, nos próximos anos”, celebra o secretário Marcelo Werner, destacando que o investimento em interiorização fortalece ainda mais a segurança pública na Bahia: “fizemos uma grande reestruturação das forças de segurança no primeiro semestre e, com essas entregas do interior, melhoramos o atendimento aos cidadãos, melhoramos as condições de trabalho e, consequentemente, a segurança pública do nosso estado”. 

O governador Jerônimo Rodrigues relembrou as readequações, feitas desde o início de sua gestão, nas estruturas da polícia. “Criamos companhias, pelotões, abrimos concursos. Agora, nós estamos investindo fortemente em viaturas, em armamentos. Eu não gostaria de estar anunciando investimento em armamentos. Eu gostaria de estar investindo em compras de livros, em encostas, em cultura, mas o nosso lugar é esse, é de não nos furtarmos ao nosso papel. Nós estamos fazendo operações em toda a Bahia, diariamente, com a inteligência, com os pelotões indo para os locais onde a gente possa estar recapturando armas, drogas, pessoas criminosas”, detalha ele, que acrescenta: “a gente não vai baixar a guarda. As polícias Militar e Civil, em parceria com a Polícia Federal, irão continuar, sim. Para que a gente possa garantir agora, por exemplo, um final de ano bom de férias. A Operação Verão vai ser lançada na próxima semana. Nós teremos, ainda, a Operação Carnaval, que irá garantir um carnaval tranquilo. A Bahia é um estado de paz. As pessoas, nesse período de final de ano, vêm de outros estados para visitar seus parentes, seus amigos. Nós vamos dar garantia de segurança nesse estado”. 

O governador, em sua passagem por Mutuípe, também entregou obras de infraestrutura, como a primeira etapa da contenção da encosta da Rua Aureliano Oliveira, que vai beneficiar 336 habitantes do município, com aporte inicial de R$ 4 milhões. Foi autorizada, ainda, a publicação de edital de licitação para segunda etapa das intervenções na encosta. O governo estadual, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), prevê um investimento de aproximadamente mais R$ 8 milhões até a conclusão do projeto.  

“Hoje, o governador está entregando uma encosta, dando ordem de serviço pra outra e visitando outra. Esse é um investimento enorme, com muitas intervenções, nunca visto antes na história de Mutuípe. Mas, muito mais do que esses investimentos, é o cuidado e a sensibilidade de cuidar de vidas. As pessoas precisam de uma tranquilidade para acordar e dormir e ver que as suas casas estão sendo preservadas”, comemora o presidente da Conder, José Trindade. 

“As pessoas que moram na parte de cima sofrem e as que moram na parte de baixo, inclusive comerciantes, também sofrem. Em 2021, a gente esteve aqui e viu o sofrimento desse povo. E a gente sabe que a prefeitura dessa região, de qualquer maneira, não suporta o valor de obras. Nós estamos falando de três grandes blocos de encostas aqui, em Mutuípe. Exigiu mais investimento, exigiu mais tempo. Mas, além da segurança, acaba a gente também preparando espaço para uma boa estética. Quem mora na parte de cima e quem mora na parte de baixo acaba tendo sua residência, seu patrimônio, sendo valorizado”, avalia Jerônimo. 

Para as estradas, foi autorizada elaboração do projeto para pavimentação de 11,60km, do trecho que conecta Mutuípe a Serra Grande, distrito de Valença. Já os pequenos agricultores familiares da região foram beneficiados com 29 títulos de terra do projeto Bahia Mais Forte Terra Legal, das Secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR) e Desenvolvimento Agrário (SDA). Os títulos contemplam 14 comunidades rurais, entre as quais estão Água Branca, Água Vermelha, Capelinha de São José, Cariri de Narciso e Cariri de Neuza.  

Os moradores de Traíras, na sede de Mutuípe, também terão o sistema integrado de abastecimento de água modernizado e ampliado. O governador, na ocasião, assinou a autorização de intervenções da Embasa no bairro. 

Outros investimentos 

O governador da Bahia ainda visitou obras em andamento na cidade, como a contenção de encosta da Rua Maracás, que também precisou da intervenção. Na área, estão sendo adotadas medidas de estabilização com solo grampeado, drenagem e pavimentação das ruas do entorno. A obra da nova sede do Colégio Estadual Antônio Felipe Evangelista Neto, antigo Colégio Estadual Professor José Aloísio Dias, também foi vistoriada.  

Para modernização da escola, foram destinados cerca de R$ 24 milhões. O recurso irá servir para ampliação das salas, construção de biblioteca, laboratórios, salas multifuncionais, teatro, com 200 lugares, restaurante estudantil e espaços para desenvolvimento esportivo dos alunos, como quadra poliesportiva coberta, campo de futebol society com pista de atletismo e sala de  vivências corporais. 

Jerônimo entrega contenção de encosta e unidade conjugada de segurança pública em Mutuípe

O governador Jerônimo Rodrigues inaugura, às 9h desta sexta-feira (17), em Mutuípe, uma unidade conjugada com Delegacia Territorial e Pelotão da Polícia Militar.

Em seguida, visita as intervenções na nova sede do Colégio Estadual Antônio Felipe Evangelista Neto, e entrega a primeira etapa da obra de contenção da encosta na Rua Aureliano Oliveira. 

Ainda em Mutuípe, o governador fará a entrega de 29 títulos de terra, por meio do Projeto Bahia Mais Forte – Terra Legal, para regularizar propriedades rurais de agricultores familiares do município.

Corpos encontrados em Mutuípe e Jiquiriçá são de jovens que haviam desaparecido

Foto: Reprodução

Os dois corpos encontrados nesta terça-feira (14), em Mutuípe e Jiquiriçá, foram identificados pela Polícia Técnica. Tratam-se de dois dos três jovens desaparecidos desde o último fim de semana.

O primeiro corpo, encontrado em uma área de mato, às margens da BR-420, em Jiquiriçá, foi de Ítalo Guilherme de Freitas Santos, de 21 anos. O corpo estava em estado de esqueletização, sem a cabeça, encontrada depois. O jovem havia sido visto, pela última vez, na sexta-feira (10), a caminho da academia.

Segundo o Mídia Bahia, no mesmo dia, ele pediu uma pizza por delivery e enviou fotos em modo temporário para amigos e, aparentemente, estava acompanhado. A segunda pessoa ainda não foi identificada.

Mutuípe

Pouco depois de encontrar o corpo de Ítalo, a Polícia Civil localizou Jonatas Sousa Santos, 19 anos, também sem vida. Ele estava dentro do Rio Jiquiriçá, na localidade conhecida como Cachoeira, nas proximidades do loteamento Enseada do Rio, na cidade de Mutuípe.

A vítima saiu de casa, no domingo (12), por volta de 12h40min, informando que iria para o rio com amigos. Jonatas deixa a namorada grávida.

Os corpos foram removidos pelo Departamento de Polícia Técnica e encaminhado ao Instituto Médico Legal, em Santo Antônio de Jesus.

A Polícia Civil investiga a motivação e autoria das mortes, e também se há ligação entre os dois casos.

As autoridades policiais ainda buscam pelo terceiro jovem desaparecido, João William, que saiu com um amigo, no sábado (11), informando que iria ao Centro.

 

Corpos encontrados em Mutuípe e Jiquiriçá podem ser de jovens desaparecidos

Foto: Reprodução

Um corpo foi encontrado por agentes da Polícia Civil, às margens da BR-420, em uma área de mato, no município de Jiquiriçá. Pouco tempo depois, no Rio Jiquiriçá, em Mutuípe, foi encontrada uma segunda pessoa morta, também do sexo masculino.

A Polícia Civil ainda não confirmou, mas os corpos podem ser de dois dos três jovens desaparecidos desde o fim de semana nas duas cidades. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado e fará exames para revelar as identidades das vítimas.

Não há informações se foram encontradas ferimentos nos corpos encontrados hoje. O lado emitido pelo DPT apontará as causas das mortes.

As delegacias de Mutuípe e Jiquiriçá apuram se os desaparecimentos dos três jovens têm ligação.

scroll to top