Prefeita de município do Recôncavo se filia ao PT

Foto: Divulgação / PT Bahia

A prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga, é a mais nova filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT). O ato de filiação ocorreu no sábado (20), em Vitória da Conquista. A filiação da primeira mulher negra prefeita da história do município do Recôncavo contou com as presenças do governador Jerônimo Rodrigues (PT), do ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT) e do senador Jaques Wagner (PT). O ato ocorreu durante uma reunião ampliada do Diretório Estadual na cidade do Sudoeste da Bahia.

“Eu acredito na visão do progresso, do amor e do compromisso com o desenvolvimento social. E é por isso que, com grande entusiasmo, anuncio minha filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT). Juntos, buscaremos parcerias ainda mais sólidas com os governos Federal e Estadual para implementar projetos que tragam melhorias significativas para nossa querida cidade”, diz Eliana Gonzaga.

Ela afirmou que segue firme no propósito de trabalhar “incansavelmente para construir um futuro mais justo, próspero, promovendo o bem-estar, o desenvolvimento, a qualidade de vida, cuidando de nossa gente e alcançando novos horizontes”. Ela também frisou que reitera seu comprometimento em “conduzir nossa amada Cachoeira por caminhos de progresso e equidade”.

Reunião do Diretório Estadual do PT

Realizada na cidade de Vitória da Conquista ontem, a reunião do Diretório Estadual deu início ao calendário eleitoral da legenda. Com as presenças do governador Jerônimo Rodrigues, do ministro da Casa Civil Rui Costa, do senador Jaques Wagner, do presidente estadual Éden Valadares, do deputado federal e pré-candidato à Prefeitura do município, Waldenor Pereira, além de deputados federais e estaduais, secretários de Estado, membros do Diretório e da militância, foram discutidos a tática eleitoral e o quadro eleitoral nos municípios baianos para que o partido vença as eleições na maior quantidade de municípios do estado. Na reunião, estiveram representantes de mais 20 Territórios de Identidade e de mais de 100 cidades.

Ônibus da seleção de Cachoeira é atacado por torcedores de Ipiaú

O ônibus que levava os jogadores e comissão técnica da seleção de futebol de Cachoeira foi atacado por torcedores do time de Ipiaú, no domingo (15), em Ipiau.

Em outros vídeos compartilhados em rede social é possível observar o momento em que diversas pessoas arremessam pedras e latas de cerveja no veículo, enquanto proferem xingamentos. Não há informações sobre feridos.

Presente no momento, a prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga, aparece nas imagens conversando com a Polícia Militar, com o objetivo de evitar uma tragédia maior.

O jogo entre as duas seleções foi válido pelo Campeonato Intermunicipal 2023. Ipiaú venceu pelo placar de 4×0 e avançou para as quartas de final.

Recôncavo: FLICA anuncia programação e confirma presenças de Tiganá Santana e Oyèrónkẹ Oyěwùmí

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

As Poéticas Afroindígenas no Bicentenário da Independência do Brasil na Bahia foi o tema condutor do encontro com a curadoria da Festa Literária Internacional de Cachoeira (FLICA), que aconteceu na terça-feira (19), em Salvador.

No evento também foi anunciada a programação da 11ª edição da FLICA, que acontece de 26 a 29 de outubro, no Recôncavo da Bahia. Em torno do tema, convidados como o baiano Tiganá Santana, a escritora indígena Auritha Tabajara, e a pesquisadora nigeriana Oyèrónkẹ Oyěwùmí participarão de mesas e apresentarão sua obra. 

A Festa Literária terá esse ano, além dos espaços na cidade de Cachoeira, atividades em São Félix, cidade vizinha. Segundo Jomar Lima, coordenador-geral do evento, as atividades e mesas na cidade serão sediadas pelo Instituto Dannemann. 

A curadoria foi realizada de forma coletiva, dividida por espaços. Na Tenda Paraguaçu, um dos principais palcos da FLICA, as curadoras Luciana Brito e Mirian Reis apresentaram entre as pessoas convidadas, a autora Luciany Aparecida, a escritora indígena Auritha Tabajara, Eliane Potiguara, Cleidiana Ramos e as escritoras estrangeiroas Oyèrónkẹ Oyěwùmí e Teresa Cárdenas. 

Na Fliquinha, a curadora Clara Amorim (Duca) confirmou a presença de Igor Millord, Cia Avatar de Teatro, Cássia Vale, Natalyne, Estevão Ribeiro, entre outros nomes. Já no espaço Geração Flica, coordenado por Jocivaldo Bispo, serão convidados Kamaywrá Pataxó, MC Akuã e Ricardo Ismael, além do moçambicano Féling Capela e do guineense Miguel Marcos José de Barros. Na ocasião, os curadores também apresentaram um pouco do planejamento para composição das mesas desse ano. 

Luciana Brito, professora da UFRB e curadora da Tenda Paraguaçu, destacou o cuidado de não deixar que pessoas indígenas, LGBTQIAPN+ e quilombolas falassem apenas de si. Pessoas autoras da cidade de Cachoeira também estarão na mediação de mesas e como palestrantes. 

Educação

Na Flica, o Governo da Bahia também participa com a presença ativa da Secretaria da Educação (SEC), que envolve escolas, professores e estudantes da rede estadual nas mesas e apresentações culturais em Cachoeira e São Félix. 

A titular da educação Adélia Pinheiro reforça o papel da cultura literária na educação dos estudantes. “O estudante e o professor são construtores da Flica. São participantes, mas também levam a sua linguagem, nas mais variadas formas, para apresentar na Flica o resultado das ações estruturantes da SEC nas escolas, através da música, da produção literária, da dança, do teatro”, detalhou.

João Gomes grava clipe em cidade do Recôncavo; ‘vou comprar uns terrenos aqui’

Foto: Divulgação

O cantor João Gomes se apaixonou pelo município de Cachoeira, do Recôncavo Baiano, onde gravou um clipe na última terça-feira (16). O artista estava acompanhado da sua namorada, a digital influencer Ary Mirelle.

“Rapaz, que lugar tão bom. Vou comprar uns terrenos aqui, vou arrumar uma casinha dessa aqui, vou ficar por aqui a vida inteira agora”, disse o cantor em seus stories no Instagram.

Um dia depois, João explicou a sua curta passagem pelo município. “E ontem a gente foi pra Cachoeira, cidade da Bahia, que é histórica, e assim que acabou a gravação, que acabou de madrugada, nós já teve que voltar aqui pra casa”, disse o cantor.

Em um storie, João mostrou um grupo de pessoas que parou para vê-lo. Em outro, ele registrou o momento de volta para casa, com Ary dormindo em seus braços.

Nas redes sociais, alguns cachoeirenses comentaram a visita do artista ao município.

Bahia Notícias

Onze estudantes da rede estadual em Cachoeira são aprovados na UFRB

Foto: Divulgação

A comunidade escolar do Colégio Estadual da Cachoeira, localizado no município de Cachoeira, no Recôncavo baiano, está em festa com a aprovação de 11 estudantes para a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), através do Sistema de Seleção Unificada (SISU).

Por meio do sistema do Ministério da Educação (MEC), as instituições públicas de Ensino Superior oferecem vagas para os candidatos que são classificados, de acordo com a pontuação obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O estudante Lucas Miranda, 18 anos, foi aprovado no curso de Gestão Pública e é o primeiro da sua família a realizar o sonho de estudar em uma universidade pública. “Foram muitas noites em claro estudando, pois de manhã eu estava no colégio e, à tarde, no trabalho. Com o apoio dos colegas e, principalmente, do colégio, eu consegui. Hoje, vejo que todo o esforço que dediquei a isso valeu à pena”, disse.

Para Rafael Roberto Fróes, 24, conquistar uma vaga no curso de Ciências Sociais, na UFRB, é uma realização, pois ele sempre quis estudar nesta área. “É uma oportunidade muito importante, pois será o caminho de muito aprendizado e preparação para o mundo do trabalho. Sou o terceiro da família a entrar na UFRB e isso me deixa muito contente”, comentou.

Segundo o estudante Everlan Conceição, 17, ingressar no curso de Matemática na UFRB tem um significado especial. “Esta aprovação é importante para mim, pois me sinto mais perto de realizar o sonho de ser professor de Matemática. Sempre gostei da área de Exatas e estou animado para aprender muito mais”.

Ações preparatórias

Para reforçar a preparação dos estudantes das escolas da rede estadual, a SEC promove o ENEM 100%, projeto realizado anualmente, entre julho e novembro, que consiste em aulões de revisão de diferentes componentes curriculares. No ano passado, a atividade envolveu 200 escolas e cerca de 8 mil estudantes.

A SEC também desenvolve o Universidade para Todos (UPT), programa direcionado a alunos concluintes e egressos do Ensino Médio da rede, que visa contribuir com o ingresso dos estudantes ao Ensino Superior. Transformado em política pública de Estado, em 2020, o UPT é executado em parceria com as quatro universidades estaduais (UNEB, UESB, UEFS e UESC) e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Secti inaugura Espaço Colaborar em Cachoeira

Foto: Divulgação/Secti

Nesta segunda-feira (13), o Governo da Bahia, através da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com o Ministério das Comunicações, entregou à cidade de Cachoeira, que completa 186 anos nesta data, o Espaço Colaborar. O intuito do local é fomentar ainda mais o ecossistema de empreendedorismo da região.

No total, já foram disponibilizados pelo Estado 17 espaços. A estrutura, que, principalmente, beneficia os empreendedores, pode ser utilizada para realização de reuniões, criação de projetos, videoconferência, entre outras coisas.

Em Cachoeira, o Espaço Colaborar, que é  aberto ao público, está localizado no Centro, na Praça da Aclamação. O ambiente conta com diversos equipamentos como computadores, TV, console de videogame, webcam, sistema de som e mesas de trabalho. 

Para a prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga, o local é um presente que o município recebe. “É um espaço há muito tempo desejado pela população cachoeirana. Hoje, justamente no aniversário de 186 anos da cidade, estamos ganhando esse presente para a população. Esse que é um lugar para empreender, desenvolver ideias e projetos para que possamos alavancar nossa economia local e levar o nome de Cachoeira para o mundo”, diz.

UFRB vai ofertar 1.896 vagas através do Sisu; consulte cursos disponíveis

Foto: Divulgação

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia vai ofertar, este ano, 1.896 vagas, em diversos cursos, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), informou o Ministério da Educação (MEC).

As inscrições terão início no dia 16 de fevereiro e vão até dia 24 do mesmo mês. O resultado será divulgado no dia 28.

As vagas na UFRB podem ser consultadas no site do Sisu. Na primeira edição deste ano são 226.399 vagas, em 6.402 cursos de graduação, com 128 instituições (federais, estaduais ou municipais) participantes.

Para participar da seleção do Sisu, o candidato precisa ter feito o Enem 2022, não ter zerado a nota da prova de redação e não ter participado do exame como treineiro.

Comportas da Barragem de Pedra do Cavalo são fechadas

Foto: Divulgação

A Usina Hidrelétrica de Pedra do Cavalo informou que concluiu, nesta sexta-feira (20), o fechamento de suas comportas, encerrando a operação de controle de cheias.

Conforme comunicado divulgado antecipadamente nas cidades baianas de Cachoeira, São Félix e Maragogipe, a operação teve início no dia 4 de janeiro, com o objetivo de adequar a capacidade do reservatório ao período das chuvas na região.

Mesmo durante os dias de chuva mais intensa, a operação da usina atuou para manter a segurança da barragem, fazendo o gerenciamento das comportas conforme as regras de operação. Durante esse período, foi realizada a abertura das comportas de forma gradativa, liberando um pequeno volume de água.

A Usina de Pedra do Cavalo disse que continuará atuando conforme as regras operativas definidas pelos órgãos reguladores, tendo a segurança como prioridade.

Durante o período das chuvas – que vai de dezembro a março – a equipe da usina seguirá monitorando o volume de água no reservatório. Caso haja a necessidade de reabertura das comportas, será divulgado novo comunicado.

Trânsito na Ponte Dom Pedro II será interrompido durante a noite

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

A VLI anunciou na segunda-feira (16) que vai interromper o trânsito na Ponte Dom Pedro II, entre Cachoeira e São Félix, a partir de quarta-feira (18).

A ponte estará intransitável das 21h às 5h, todos os dias, por tempo indeterminado. Vale destacar que aos sábados, domingos e feriados a VLI informará com antecedência caso haja necessidade de fechamento.

A interrupção visa a realização de serviços para restauração da estrutura e tem previsão de conclusão no primeiro semestre de 2025.

Santa Teresinha, Amargosa, Laje e Cruz das Almas estão entre os municípios que podem perder receita em 2023; confira lista completa

Foto: Jacson Brasil/i75

Em 2023, muitas cidades baianas terão menos recursos financeiros para investir na saúde, em obras de infraestrutura e até na manutenção do número de empregos terceirizados. Ao todo, 101 municípios devem receber menos verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e a estimativa é que a perda total chegue a R$ 467 milhões, conforme média da União dos Municípios da Bahia (UPB) com base em dados do Tesouro Nacional.

A explicação está na redução do número de habitantes. O cálculo da distribuição realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) leva em conta o tamanho da população. Quanto maior o número populacional, maior o valor repassado, explica o vice-presidente da UPB, José Henrique Tigre. O FPM é o principal repasse federal para ajuda de custos, e as verbas são de uso livre, ou seja, cada prefeitura pode escolher onde investir.

As 101 cidades registraram diminuição nos habitantes segundo prévia do Censo 2022 divulgada pelo IBGE. Teixeira de Freitas (-16.836), Dias d’Ávila (-14.494) e Candeias (-10.794) foram os que mais perderam população no novo Censo.

Apesar do levantamento oficial, as prefeituras negam que o contingente populacional tenha diminuído e preveem cortes no orçamento. As gestões também reclamam que os coeficientes utilizados no cálculo dos repasses do FPM para 2023 foram definidos pelo TCU em 29 de dezembro de 2022, quando os municípios já tinham cravado o orçamento anual e antes da conclusão do Censo.

Para não afetar os serviços públicos, o prefeito Júlio Pinheiro, de Amargosa, reuniu o secretariado para fazer cortes internos e tentar cobrir o valor reduzido, de R$ 4 milhões. Caso mesmo assim não atinja o valor da redução, o gestor reconhece que será preciso entrar no corte de equipe de serviços terceirizados podendo atingir também setores da saúde, infraestrutura e serviço social.

“Nos pegou de surpresa, o TCU e IBGE de forma muito irresponsável divulgaram Censo inacabado, inconcluso nos últimos dias do ano passado. Isso quebra qualquer planejamento do município. A gente prepara orçamento […] qualquer receita municipal é prevista com um ano de antecedência. [Por isso], entramos com ação na Justiça Federal”, revela.

A média da UPB é que os 101 municípios terão uma perda de R$ 4,5 milhões, com exceção de Dias D’Ávila, Macaúbas e Umburanas, que perderam dois pontos percentuais de coeficiente do Fundo e a perda será de R$ 9 milhões. Em São Félix, a diminuição na arrecadação culmina em mais de R$ 5 milhões por ano reduzidos do orçamento. Em Campo Formoso, a estimativa é de R$ 7 a 8 milhões. As prefeituras de Teixeira de Freitas, Cruz das Almas e Candeias – cidades com diminuição no repasse conforme lista da UPB – não responderam com valores absolutos até o fechamento da matéria.

Ao CORREIO, o TCU informou que contestações apresentadas pelos municípios serão avaliadas pela Corte. Os questionamentos serão analisados somente em relação ao cálculo e não às estatísticas utilizadas, que são da competência do IBGE e, por definição legal, o TCU não possui qualquer ingerência.

Na esteira, o IBGE defendeu, em nota, a metodologia aplicada e diz que utilizou dados já coletados no Censo 2022, até 25 de dezembro de 2022, (83,9%), combinados com a listagem prévia do Cadastro de Endereços para Fins Estatísticos (Cnefe). “Não procedem as contestações de municípios que defendem a utilização dos dados populacionais desatualizados […] prevalecem os dados populacionais mais atualizados, no caso, os do Censo Demográfico 2022”, afirma.

Mais de 70 municípios baianos entram na Justiça por conta do FPM

Segundo o vice-presidente da UPB, 75 cidades já entraram com ação judicial com a solicitação de que haja manutenção dos índices do Censo anterior. A expectativa é que a Justiça congele quem perdeu população no novo levantamento, mas mantenha o valor de repasse atualizado para quem ganhou população, antes do dia 10, quando o primeiro repasse do ano será realizado.

“Temos uma proposta de agenda para semana que vem com o Secretário de Assuntos Federativos, André Ceciliano, e com o TCU para discutir a situação. O problema é que como o repasse já é no dia 10 os municípios correm risco de receber valores menores”, diz Tigre, explicando a urgência.

Na manhã de quarta-feira (4), a União dos Municípios da Bahia (UPB) participou de uma reunião com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que apresentou um modelo de ação judicial com pedido de liminar que deve ser impetrada pelos municípios na Justiça Federal, citando o IBGE e a União, que é quem responde pelo TCU.

Na contramão, 30 municípios, a exemplo de Caém, Bom Jesus da Lapa e Barra do Choça vão ganhar receita porque tiveram acréscimo de população e alcançaram um novo coeficiente do Fundo, informa a UPB. O restante se manteve dentro da média do Censo anterior e não terá ganho ou perda no valor a receber.

Confira lista completa de cidades afetadas
Adustina
Amargosa
Amélia
Andaraí
Antas
Aporá
Aramari
Arataca
Banzaê
Barra
Belmonte
Bom Jesus da Serra
Bonito
Brejões
Brejolândia
Buerarema
Caculé
Caetanos
Caldeirão Grande
Camacan
Camamu
Campo Formoso
Canarana
Candeias
Candiba
Canudos
Catu
Central
Conceição do Almeida
Cotegipe
Cruz das Almas
Dário Meira
Dias d’Ávila
Esplanada
Gandu
Heliópolis
Igrapiúna
Inhambupe
Ipiaú
Ipirá
Itabela
Itaguaçu da Bahia
Itamaraju
Itapebi
Itapetinga
Itiúba
Ituberá
Jaguaquara
Jandaíra
Laje
Livramento de Nossa Senhora
Macaúbas
Maiquinique
Mairi
Malhada
Manoel Vitorino
Maragogipe
Marcionílio Souza
Mascote
Mirangaba
Monte Santo
Mundo Novo
Muritiba
Nilo Peçanha
Nova Canaã
Nova Viçosa
Novo Triunfo
Olindina
Paratinga
Pé de Serra
Pedro Alexandre
Pintadas
Piripá
Piritiba
Planalto
Pojuca
Rio do Antônio
Rio do Pires
Rio Real
Ruy Barbosa
Santa Teresinha
Santaluz
Santo Amaro
São Félix

São Sebastião do Passé
Sátiro Dias
Sebastião Laranjeiras
Serra Dourada
Serrolândia
Simões Filho
Souto Soares
Tapiramutá
Teixeira de Freitas
Tucano
Ubatã
Umburanas
Urandi
Utinga
Valente
Várzea da Roça
Vera Cruz

Correio

scroll to top